RANKING: As 10 bebidas mais caras do mundo.

26/04/2011 by

Salve, salve, cachaceiros de plantão! O post de hoje é especialmente dedicado a você, que pensa estar gastanto muito com a sua humilde cervejinha do fim de semana… Só pensa.

Em 10º lugar está o vinho mais cobiçado do mundo, o Romanée-Conti. Um vinho francês fabricado em 1787, que utiliza “uvas preciosas” em sua composição. Essas tais uvas eram de uma safra escolhida a dedo em uma área super pequena.  O preço da garrafa é de 360 mil dólares e para poder comprá-la é necessário encomendar.

Na 9ª posição uma tequila mexicana chamada Pasion Azteca e o mais interessante é que o mais caro não é a bebida, mas sim a garrafa, que é feita de platina e ouro, com pedras de diamante na tampa. Pura humildade. O preço? 507 mil dólares.

O 8º colocado é um conhaque produzido na França. A garrafa do Henri IV Dudognon Heritage também é feita de ouro e platina, possui 6500 pedras de diamante e custa a bagatela de 3,2 milhões de euros.

Em 7º lugar está a bebida usada nas maiores comemorações, o champanhe. Mas esse é especial, em 1907 foram produzidas somente 3 mil garrafas do champanhe francês Heidsiek & Co. Monopole, que acabaram naufragando. Depois de anos essas garrafas foram encontradas intactas. O preço dessa “iguaria marítima” é de 3,3 milhões de euros.

Em 6º lugar um whisky que só o rótulo de uma garrafa de 1936 está avaliado em 10 mil dólares. O Macallan Fine and Rare Collection foi produzido em 1916, na Escócia e a dose da bebida sai por 120 mil euros.

Na 5ª posição está o Watari Bune Kame No O, um saquê produzido sobre o melhor controle de qualidade do mundo. Uma garrafa está em torno de 3,3 milhões de euros.

Podemos nos orgulhar, pois em 4º lugar está uma bebida exclusivamente brasileira, a cachaça Havana/Anísio Santiago. Foi fabricada em 1943 e existe apenas uma garrafa, que para o dono, não há dinheiro que pague.

Em 3º lugar uma vodka produzida na Escócia. Dentro da garrafa da Diva o dono poderá encontrar pedras preciosas que servem como filtro para a bebida. Uma garrafa sai em torno de míseros 4 milhões de euros.

Em 2º lugar, pasmem, um coquetel fabricado na Inglaterra, que custa 133 mil a taça de 200 ml. A partir daí surge a pergunta clássica: “Tudo isso? Tem ouro?”. Sim, tem ouro. No Flawless, além da bebida, você poderá comer os flocos de ouro e ainda, de “brinde”, sai com um anel de diamantes enorme.

E em 1º lugar, como a bebida mais cara do mundo, está o rum Wray and Nephew. Fabricado em 1940 na Jamaica, é a última garrafa da safra e sai por 5 milhões de euros. E aí? Vai encarar?

E você aí reclamando dos “gastos excessivos”. Tsc, tsc, tsc…

A Cerveja que te deixa em PÉ

22/04/2011 by

Nos últimos dias o assunto mais comentado no mundo inteiro é o casamento real do  príncipe William com Kate Middleton, que será realizado no dia 29 de abril,e será visto por mais de 2 bilhões de pessoas.

Você deve estar se perguntando o porquê desta notícia no nosso blog de cachaceiros, e o motivo é a inusitada “breja” que a cervejaria escocesa Brewdog criou especialmente para o pupilo de Charlie e Diana, que contém Viagra! Isso mesmo, o remédiozinho milagroso dos Deuses está na composição da cerveja que se chama Royal Virility Performance (algo como Performance da Virilidade Real)

A Royal Virility Performance é vendida na internet direto pelo site da empresa e se você quiser levantar o falecido beber a exótica cerveja ela custa 10 libras a garrafa, mas corra pois há somente 1.000 unidades disponíveis, e dizem as más línguas que há uma carga grande indo para o palácio de  Buckingham!

Fasano “Restô”

19/04/2011 by

Post mais com caráter de curiosidade do que indicação propriamente dita do DrunkBird.

Vamos falar do Fasano pq é chique falar dessa “espelunca”.

Localizado no Bairro Jardins em São Paulo (possuindo várias filiais espalhadas por todo o Brasil),  grande alvo do público classe A e  de celebridades nacionais e internacionais  (Madonna, Ashton Kutcher e Demi Moore já deixaram uma esmolinha por lá), o Fasano Restaurante é um dos mais caros restaurantes do País

Reza a lenda que de tão caro,  o Eike Batista costuma pagar sua fatura com Visa Vale-Refeição.

Um filé mignon?  104 pilas.

A unidade da lagosta?  250 “Dilmas”.

Pro beberico: Na carta, vinhos do mundo inteiro, só que se voce pegar  um avião e  ir bebê-los em cada país de origem, tudo sai bem mais em conta.

Aposto que o sonho de todo psicopata alimentar é entrar no Fasano e atravessar o salão “plantando bananeira”, chegar no Rogério (dono da parada),  mandar ele juntar todo glamour da alta sociedade e … e …. bem, vocês sabem.

*Por sua conta e risco vale a pena conferir.

Obs.1 (Dados do post baseados em depoimentos. )

Obs.2 (Nós não conferimos, mas se alguem quiser bancar a ida da equipe até lá, tranquilo)

Até a próxima.

A cerveja que brilha no escuro.

14/04/2011 by

Vem chegando novidade por aí e com o perdão do trocadilho, essa é pra ninguém perder de vista.

A Heineken está lançando no mercado uma nova cerveja, a Star Bottle. A embalagem é feita de alumínio e importada diretamente da Holanda. A novidade? Ela brilha quando exposta à luz negra.

O design é realmente diferenciado e glamuroso, eu diria. Tem um visual que logo de cara a coloca na categoria Superpremium e reforça o conceito da Heineken de sempre inovar e criar a melhor experiência ao se beber uma cerveja Premium. Não existe a possibilidade de pegar uma cerveja dessa e não ficar satisfeito ou, no mínimo, impressionado.

A palavra “Star” presente no nome da cerveja está se referindo a estrela de cinco pontas presente na garrafa, que na presença da luz negra, realmente surpreende com desenhos de estrelas cadentes e tudo mais.

Mas não se empolga muito não, cara pálida. Nós, meros mortais interioranos, não veremos a cor dessa cerveja tão cedo. O produto estará disponível somente em vinte casas selecionadas nas principais cidades brasileiras, como São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba e Brasília e vai custar em média R$15,00. Dessa forma a marca reforça o conceito
de exclusividade da garrafa.

Bebam com moderação e até a próxima.

Pausa pro rango… Torcida Jalapeño

08/04/2011 by

Foram-se os tempos que eu entrava em boteco pra comprar bala, chiclete,  pipa pronta e carretel de linha.

Hoje em dia, no auge dos meus 20 anos e marmanjo que sou, descobri que quando se sai com os amigos e entra em um boteco (de preferência perto da faculdade), o que rola é uma breja trincando no copo e um tira gosto no prato.

Tira gosto leia-se na maioria das vezes os salgadinhos Torcida, que  já se tornaram um clássico no submundo das tranqueiras que degustamos, acompanhada de algum liquido ‘benzido’.  Aderindo à moda já um tanto velha dos sabores da comida mexicana/texana, lançaram essa versão sabor pimenta jalapeño, que tem condimentos artificiais e pimenta suficientes pra afastar do pacotinho toda espécie de ser humano afrescalhado. Recomendado para paladares despudorados e tomadores de breja, lógico.

Ps: NUNCA, eu disse NUNCA abra o pacote de Torcida Jalapeño sem antes providenciar o que beber.

Até o próximo Post.

O mundo está repleto de bebidas exóticas

07/04/2011 by

O mundo está repleto de bebidas exóticas que desafiam os paladares dos mais hábeis degustadores. Algumas são afrodisíacas, outras são boas para dor nas costas e outras lembram muito o sabor de um jantar. Confira lista com alguns exemplos de produtos que possuem características únicas.

Vodca de rosas

A destilaria norte-americana Shakers criou a “Rose Vodka”, uma vodca com sabor de pétalas de rosa. Na composição da bebida são adicionados também mel e baunilha. Apesar de parecer pouco comum, vodcas com infusão de rosas já foram muito populares no século 19 entre a nobreza polonesa. A “Rose Vodka” possui gradação alcoólica de 32,5% e uma garrafa com 750 ml está disponível por, aproximadamente, US$ 25 em diversas lojas nos Estados Unidos.

Vodca de bacon


A vodca “Bakon” da destilaria de Seattle, Black Rock Spirits, é uma vodca Premium com sabor de bacon. A bebida se tornou um sucesso nos Estados Unidos e, segundo o gerente Sven Liden, o produto esvaziou rapidamente das prateleiras quando foi lançado. A bebida é usada principalmente na elaboração de coquetéis. A garrafa de 750 ml está disponível por, aproximadamente, US$ 30 nos sites de algumas distribuidoras norte-americanas.

Cerveja de pizza

A “Mamma Mia Pizza Beer” é simplesmente a junção de duas coisas preferidas dos homens: pizza e cerveja. A iguaria foi criada em 2006 pelos norte-americanos Tom e Athena Seefurth. Segundo eles, “tudo começou com um punhado de tomates, um saco de alho e uma ideia”.

Uísque de cavalo-marinho

Este uísque vietnamita distribuído pela empresa Thailand Unique leva dentro da garrafa um cavalo-marinho. Segundo os produtores existem várias utilidades para a bebida. Em alguns países do leste asiático o uísque de cavalo-marinho é usado para combater a dor nas costas e outras dores musculares, além de ser um afrodisíaco.

Uísque de cobra com escorpião

Outra iguaria disponibilizada pela Thailand Unique é este uísque de cobra e escorpião. A garrafa de 300 ml possui uma naja e um exemplar de escorpião negro dentro. A bebida descansa em adegas durante meses o que, segundo os produtores, garante um sabor bem peculiar para ao drink. Assim como o cavalo-marinho, este uísque também é ótimo para dor nas costas, dor muscular e como afrodisíaco. A gradação alcoólica é de 37% e custa US$ 18.

Vinho com ratos bebês


Acredita-se que esta iguaria encontrada na China e na Coreia pode curar diversos tipos de doenças, desde asma até problemas no fígado. A garrafa não possui apenas o sabor de ratos bebês ou um rato dentro: ela é repleta de pequenos animais. Os ratos são colocados ainda vivos na garrafa e dentro do líquido se afogam. A bebida pode ser encontrada em lojas de rua de ambos os países.


Viva México!

06/04/2011 by

Arriba, arriba, pollitos! Preparamos um post para falar da mais famosa bebida mexicana, a queridinha de todos os shots:
a Tequila!


Pouca gente sabe, mas a Tequila é produzida através da destilação do sumo de uma planta chamada Agave tequilana (Na foto, a planta parece um pé de babosa, mas não é).


Apresenta diferentes graus de cor, sabor, aroma, conforme o tempo de envelhecimento sendo designada por tequila Blanco, Joven, Reposado, Añejo e Extra Añejo (aproveite para treinar o portunhol) em ordem crescente do tempo de maturação.

A tequila é especialmente conhecida pelo seu famoso ritual: o shot com sal e limão. É muito simples, basta colocar sal em torno do copo (que possui nome próprio, o Caballito) ou da mão (ou onde sua criatividade apontar), chupar o sal, virar o copo e logo após morder uma rodela de limão. Ninguém sabe como essa história começou, mas reza a lenda que foi durante uma epidemia mundial de gripe em 1918, quando médicos começaram a receitar “shots de tequila”. O fato é que verdade ou não, com certeza teve uma galera se fingindo de doente para poder seguir com o “tratamento”.

Além do shot com limão e sal, ou laranja e canela (combinação exótica desconhecida pela equipe DrunkBird), no México  a tequila costuma ser bebida a lá “bandeira mexicana”. Um shot de tequila (dourada), um shot de suco de limão (verde) e um shot sangrita(suco de tomate com tempero típico). Eu, particularmente, dispensaria o suco de tomate.

E sem deixar os amantes de cerveja de lado, existe por aí uma dita cuja fabricada na França chamada Tequieros. Com 5,6% de álcool, possui um sabor doce, com um leve azedo de limão que remete à tequila. Procuramos saber a respeito e os comentários não são os melhores, pois parece fugir um pouco da linha “cervejeira”, sendo considerada como tal apenas por utilizar maltes e leveduras na sua fabricação. Para os mais curiosos (e que não se importam em gastar quase R$20,00 em uma garrafinha de 330ml) vale a experiência.


Uma curiosidade extra-curricular vem agora: Você que é apaixonado por uma festa com os amigos regada à open bar com tequila, e sempre achou que a José Cuervo te dava o status de beberrão ‘conceituado’ por ela ser a mais famosa e a mais top de linha se enganou. Essas características melhor se atribuem à Cazadores U.S.A.

A tequila americana Cazadores (isso mesmo, Caçadores em português), uma das principais patrocinadoras do UFC – Ultimate Fight Championship (os fãs de lutra livre logo vão reconhecer) é a tequila “Número 1” segundo estudo realizado pela DISCUS/NABCA E NIELSEN. Seu valor de compra é de aproximadamente R$79,00, podendo ser encontrada em sites de importação ou semelhantes (mercado livre) por até 40 reais.  O preço não foge muito da concorrente “Cuervo”, que varia de R$50,00 à R$100,00.


Por hoje é só: Escolha a tequila que mais agrada seu bolso paladar, junte limão, sal e brinde com os amigos.

Depois da bonança…

04/04/2011 by

Um salve a todos os little birds! Neste meu post de estreia, iremos abordar um tema certamente chato, doloroso, angustiante e motivo de tantas promessas mal resolvidas:

A famosa RESSACA.

Alguns se dizem auto-imunes a ela, mas contra fatos não há argumentos (como já dizia um jovem filósofo): Exagere na bebedeira e a ressaca vai vir te “assombrar”!
Os sintomas mais comuns desse “presente” pós-noitada são: dor de cabeça, fadiga e principalmente uma cruel desidratação. A gravidade da indisposição vareia varia de bebum para bebum, no entanto, quanto mais bebida alcoólica for consumida, mais raivoso  será o resultado no dia seguinte.
Os inexperientes no esporte “vira-copos” tem mais facilidade de acordar com uma baita ressaca, comparada aos mais experientes no ramo, já que estes obtiveram maior tolerância ao álcool em suas aventuras épicas em churrascos, baladinhas, barzinhos entre outros antros de curtição

Quando você toma aquele copo suado de cerveja no domingo à tarde, (antes do ínicio daquele jogão de bola), você pode não saber, mas as moléculas do etanol caem automaticamente na sua corrente sanguínea através da mucosa da boca. A partir daí elas são transportadas para todos os tecidos que contém água, incluindo órgãos vitais como o coração, rim e o cérebro.
Sabe aquela vontade insuportável de ir tanto ao banheiro (ou qualquer lugar que sirva como tal)  urinar quando se está bebendo? A explicação para isso é que o etanol age numa tal  hipófise, que é uma glândula localizada em nosso cérebro. Lá, o composto alcóolico inibe a produção do hormônio que  é responsável em controlar a absorção de água nos rins. A partir daí, toda a cerveja, vodka, whisky, ST Remy (é, tem gosto pra tudo) entre tantos outros que você acabou de ingerir acaba sendo mal absorvido pelo rim, tendo que ser expelido rapidamente pelo corpo, evitando um colapso maior.
Tudo isso tem relação direta com a ressaca, já que junto com o liquido que você acabou de eliminar, também estão saindo do seu corpo minerais como magnésio e potássio, importantíssimos para o funcionamento dos nervos e músculos do nosso  corpo. Quando os níveis destes minerais se tornam muito baixos, começam as terríveis dores de cabeça, cansaço e náuseas, além do mal funcionamento do restante das células

Afinal de contas, como curar esse mal que emana sobre nossas manhãs posteriores à bebedeira? Especulam-se várias receitas milagrosas, como torrada queimada, café preto, o famoso engov, etc, mas o que de fato ajuda a combater a “criminosa” é : Muita água, sucos, frutas  e principalmente o relógio, já que só o tempo vai fazer com que seu organismo consiga limpar todas as toxinas que você mesmo ingeriu, disfarçadas de caipirinha, daiquiri, cuba libre, sombrerito, capetinha…

Pra finalizar, a dica “Made in DrunkBird” para você é baseada em um velho ditado,  comprovadamente eficaz, graças aos experts da área: “Evite a ressaca, mantenha-se bêbado”.

 

Sugar Cane Beer ?

03/04/2011 by

Antes de dar a impressão sobre a próxima bebida a ser citada, vou fazer a apresentação da marca criadora.

A Cervejaria Colorado nasceu no ano de 1995 em Ribeirão Preto para retomar a tradição cervejeira da cidade.

Sua sede fabril conta com modernos equipamentos americanos, canadenses e brasileiros. Toda água utilizada na fabricação da Cerveja e do Chope Colorado é captada do aquífero Guarany, uma das maiores e mais puras reservas de água doce do mundo. A Colorado atualmente conta com cinco tipos de cervejas em sua linha de produtos. (From Cervejaria Colorado)

Ontem a noite, fui ao Tulha Bar e Creperia de Porto Ferreira, e pela facada bagatela de 15 “doletas” experimentei a Colorado Indica…

Pra quem tava acostumado a normalmente judiar do fígado com as “low-cost” tradicionais (brahma, skol, itaipava, original e afins), essa breja impressiona.

Na verdade, não se pode comparar… são tipos diferentes…

Enfim, seus 4,5% de teor alcóolico e seus 28 dias de produção até sair bonitinha e pronta na garrafa vale cada centavo.

É composta por lúpulo inglês, malte convencional e tostado. (From Wikipedia ou Google.) Talvez seja ai que o seu gosto fica um pouco “amargo” . Sua cor é bem escura e agora a melhor parte, pasmem: Seu gosto lembra um pouco a garapa (From Caldo de Cana)…

Graças a essa ” iguaria”, a Colorado conquistou 3 estrelas no livro Pocket Beer Book, do Inglês Michael Jackson (Não, filhote, não é o falecido cantor comedor de criancinhas. Esse é o maior especialista em bebidas do mundo). Também pela qualidade, a Colorado Indica foi “aclamada” como melhor cerveja de 2008 pela Revista Prazeres da Mesa e há  pouco tempo atrás, ficou entre as 10 maiores cervejas nacionais e importadas. É o Brasil dando olé nos Alemães e Irlandeses.

Pretendo assim que a grana tiver disponível o suficiente, experimentar as outras linhas. Fiquem tranquilos que postarei aqui sobre elas também.

Até  o próximo post.

That’s G.

31/03/2011 by

É, pessoal… Vocês não acharam que o DRUNKBIRD só vive de cerveja, vodka e cachaça, não é? Pois bem, um repositor de energias muitas vezes cai bem, e o post desta noite de quarta-feira é destinado ao Gatorade,  popular bebida isotônica da PepsiCo.

Sinceramente eu não sabia dessa novidade, mas fazendo algumas buscas pela rede, descobri que uma revolução na marca e principalmente em sua aparência vem rolando nos EUA.

Lá, há mais de 1 ano (Notícia velha, mas aposto que como foi pra mim, ainda sim vai ser interessante pra muita gente também), a própria PepsiCo.  apresentou suas novas embalagens e campanha, criadas pela TBWA/Chiat/Day.

A iniciativa foi estrelada por diversas celebridades do esporte, como Muhammad Ali, Serena Williams, Dwayne Wade, Derek Jeter, entre outros. Além do filme “institucional” , foram lançados outros três. (Link de um dos vídeos no final do post)

Na opinião do editor do DrunkBird,assim como a da #brainstorm9, a  campanha não é uma cooooisa de outra mundo, mas o que importa é que as embalagens antigas (que pareciam rótulo de Anapyon de tão velhas), agora ficaram bem  mais limpas e modernas.

Resta saber quando vão deixar de migué e exportar pro Brasil esse novo conceito da bebida…

Ou será que já tem por aí e eu a gente não to ta sabendo?

Gatorade G

Gatorade G


%d blogueiros gostam disto: